A PNME: POR QUÊ E PARA QUÊ?

A mobilidade elétrica – seja com veículos levíssimos, leves ou pesados – é uma resposta já concreta a vários desafios econômicos e ambientais em todo o mundo. O Brasil, com sua importante indústria automobilística e suas demandas muito particulares para o transporte de pessoas e cargas, tanto no âmbito urbano quanto entre cidades, também já abraça a mobilidade elétrica como mais uma oportunidade para promover o desenvolvimento econômico e social de maneira sustentável.

Se, por um lado, são numerosas as instituições brasileiras envolvidas em ações em prol da mobilidade elétrica no país; por outro, ainda não dispomos de uma estrutura de governança que articule estas discussões e iniciativas com o objetivo de aumentar a sua eficácia. A atuação de tais estruturas tem sido fundamental para o avanço da mobilidade elétrica em lugares como os Estados Unidos, China, Europa e Chile.

O trabalho em rede potencializa a troca de informações e contribui com a consolidação de mecanismos de aprendizagem e de formação de competências. A definição de metas para o desenvolvimento da tecnologia de mobilidade elétrica, além de objetivos de consumo e produção, auxilia os atores envolvidos e aponta caminhos possíveis.

É neste contexto que a Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica (PNME), um esforço conjunto de importantes atores do Governo, da Indústria e da Sociedade Civil brasileiros, nasce como um espaço para a construção de metas de longo prazo para a mobilidade elétrica no Brasil, considerando os pontos de vista tecnológicos, de políticas governamentais e do mercado. Portanto, a PNME é não apenas um espaço de convergência de objetivos e alinhamento de expectativas, mas também um vetor para a entrega de soluções concretas que atendam a tais expectativas.

  • Notícias